10 maneiras de tornar o exercício físico um hábito

maneiras de tornar o exercício físico um hábito

Apostamos convosco que há algum rapaz por aqui que certamente fez aquela típica promessa para 2019: “este ano é que é, vou dar tudo no ginásio!”. E apostamos que já estamos a meio de janeiro e esta mesma pessoa esteve, praí, duas ou três vezes no #gym. Reconheceram-se? Então, come on!

Primeiramente, não se preocupem, vocês não são os únicos, janeiro deve ser o mês com maior número de inscrições e também com o maior número de desistências no ginásio, portanto, não há motivo para sentir culpa. Depois, não vos vamos julgar, pelo contrário, para vos provar que somos mesmo bons rapazitos convosco, reunimos algumas táticas para obterem sucesso nos treinos.

Sem desânimo, rapaziada. Bora!  


#1 – façam algo que gostem de fazer

Quando se trata de exercícios físicos, toda a gente tende a pensar que, para funcionar, tem de ser desagradável. É como exercitar-se fosse como comer bróculos; vocês podem não gostar do sabor, mas têm de comê-los porque são bons para o vosso corpo. Quando este tipo de pessoas começa a exercitar-se – por algumas semanas ou até mesmo meses -, motivados por uma obediência severa, chega sempre uma altura em que, no fim das contas, acabam a mandar tudo ao ar.

É verdade, para se ter eficácia, todo e qualquer exercício deve envolver algum desconforto. E, também é verdade que certos tipos de exercício são mais ou menos eficazes que outros. Entretanto, todo o exercício é bom para o corpo e qualquer exercício é melhor que nenhum. Mas se escolherem o tipo de exercício correto, o treino pode, de facto, ser uma grande fonte de prazer.

Portanto, esqueçam os treinos da moda. O crossfit pode funcionar para o vosso amigo, mas não convosco. Tentem aquilo que vos agrada… se fizerem isso, terão pelo menos 90% de chances de se tornarem homens que se exercitam religiosamente.

# 2: coloquem o vosso cronograma de treino na agenda

Gravem bem uma cena na vossa mente: haverá sempre algo para fazer. Sempre. Portanto, se querem mesmo levar os treinos a sério, comecem a tomar nota na vossa agenda. Se não têm tempo para se exercitarem, é preciso arranjar. E a melhor maneira de o fazer é marcar os dias e horários dos treinos no calendário como se fossem consultas médicas. Ou, seja, tratar os treinos como um compromisso a sério. Portanto, se algum amigo vos perguntar o que vão fazer logo mais à noite, já sabem o que dizer.

# 3: experimentem o horário de treino que é melhor para vocês

E por falar em “logo mais à noite”, precisamos de falar sobre o horário dos treinos. Muita gente acredita que treinar logo pela manhã é o melhor, afinal, a tarefa fica cumprida e, portanto se surge algo de extrema importância durante o dia, não há nenhum problema, já que o treino está feito. No entanto, esta regra não vale para todos. Cada um tem o seu ritmo, os seus horários de trabalho/estudo e motivações diferentes… That’s the point… experimentem diferentes horários e identifiquem qual é que vos deixa mais motivados. Assim, já sabem qual é o horário ideal para marcação na agenda.  

# 4: removam os obstáculos com uma lista de verificação pré-treino

Pode parecer um bocado estranho, mas acreditem, isto funciona: uma lista de verificação. Imaginem, vocês vão ao ginásio antes do trabalho, pela manhã, estão com o saco com as cenas do treino e entretanto, quase a chegar, percebem que se esqueceram dos fones. Pronto, já têm a desculpa perfeita para se sentarem num café e deixar o treino para o dia seguinte, “afinal, um treino sem música é impraticável”.

Portanto, amigos, preparem uma lista de tudo o que precisam e isto inclui o telemóvel carregado, o fato de treino, a garrafa d’água e tudo o resto que precisarem. Afinal, a parte mais difícil do treino é começar, portanto, se não existirem obstáculos, a chance de chegar ao fim do treino é muito maior.

# 5: optem por um fato de treino agradável

Há quem recomende o uso de um bom fato de treino. Para além do conforto, o fato de treino pode ajudar a entrar na mood. Se o fato de treino for cool, melhor ainda não é? Portanto, vão já a uma loja e escolham um fato de treino que vos motive e que seja confortável, assim, terão aquela sensação boa de escolher a roupa que vão vestir naquele dia, só que para o treino e, bom, pode resultar.

# 6: mantenham um plano para o vosso treino

Acreditem, há quem vá ao ginásio e faça apenas o que lhe apetece, sem nada programado mas, por fim, acaba por ficar sempre ao telemóvel… conhecemos um gajo exatamente assim. 😛 Portanto, para que o treino seja motivador e eficaz, tentem exercícios com o vosso instrutor e tentem segui-los. Ter um bom plano de treino ajuda-vos a eliminar incertezas e a garantir que realmente alcançam resultados.

#7 just do it (mesmo sem vontade)

A força da inércia é grande, rapazes. Há sempre aqueles dias em que abandonar a cama ou o sofá parece uma tarefa impossível. Se conseguirem vencer esta barreira é bem possível que tenham sucesso. Levantem-se e vão! Quando lá chegarem, vão perceber o quanto foi bom ter ido e vão começar a divertir-se. Se lá chegarem e conseguirem manter o treino apenas por 10 minutos, ok, but keep going! No dia seguinte tentem 20, 30, 40. O importante é nunca parar. Mexam-se! A frequência é melhor que a intensidade. 

# 8: definam metas

O fator mais motivador de todos num treino são os resultados. Portanto, definam metas e tentem alcançá-las. Mas ouçam lá, não estamos a falar de “trincar” o abdômen numa semana. Comecem com uma meta praticável e, quando a alcançarem, afastem-na aos poucos. Acreditem, quando virem os resultados, com certeza que vão querer continuar. Portanto, definam objetivos! Pode ser correr uma corrida de x km, pode ser perder x gramas num mês, pode ser tentar aumentar x kg nos bíceps… o que importa é trabalhar para alcançar!

Tornar o exercício um hábito não precisa de ser difícil. Encontrem algo que gostem, planeiem, priorizem e tenham um propósito. Continuem a adicionar um objetivo após outro e rapidamente tornar-se-ão homens que treinam com gosto. 🙂