De Tomaso Mangusta: uma espécie de Lamborghini “hipster”

1969_de_tomaso_mangusta_2

Quando se fala de clássicos do final da década de 60/início da década de 70, quase que automaticamente, toda a gente pensa: M-i-u-r-a. Atenção, somos os primeiros a render-nos aos encantos desse incontornável clássico. Mas alguma justiça tem de ser feita a uma outra máquina desta época, de que poucos falam ou sequer sabem. Falamo-vos do De Tomaso Mangusta, cuja produção se ficou apenas pelas 401 unidades (actualmente, existem 250 em circulação), o que o torna bastante apetecível para qualquer coleccionador. Tirando a nova pintura que levou, este exemplar de 1969 está como veio ao mundo. E é importante mencionar que tem menos de 5 mil quilómetros feitos. O motor é um Ford V8 5.0L, a debitar 221 cavalos. As linhas sexy foram desenhadas pelo dotado Giorgetto Giugiaro.

Agarrem-no por aproximadamente 325,000€ aqui.

 

1969_de_tomaso_mangusta_4

1969_de_tomaso_mangusta_8

1969_de_tomaso_mangusta_9

1969_de_tomaso_mangusta_11

1969_de_tomaso_mangusta_10

1969_de_tomaso_mangusta_12

1969_de_tomaso_mangusta_5