VIDEO | Ken Block num drift a mais de 4000 metros de altitude

🕒 Tempo de Leitura | 1 min | Tempo de vídeo | 9 min e 20 seg

Não foi há muito tempo que vos falámos dele por aqui. Em Agosto, Ken Block andou a espalhar magia pelo deserto de Utah, numa autêntica “Terrakhana”. Um mês depois, o piloto de 49 anos sentou-se ao volante de um Ford Mustang, de 1965, e fez-se ao asfalto do Pico Pikes, no Colorado, EUA. O mais recente episódio da saga “Gymkhana” tem quase 10 minutos de pura adrenalina – para não variar.

Em condições normais, o carro a que chamam de “The Hoonicorn” já é uma autêntica besta, com um motor V8 de 6.7 litros, a debitar 845 cavalos de potência. Mas, para as aspirações loucas Ken Block, isso não chega. O piloto norte-americano quis fazer um upgrade para um biturbo com 1400 cavalos, alimentado a metanol. Foi com ele que Block subiu os 20 quilómetros (ou 156 curvas) do famoso Pikes Peak, na Cordilheira Front, a 4200 metros de altitude. Claro que, com tanta curva apertada, os pneus Toyo deixaram as sua marca no asfalto. Vale a pena espreitarem esta “Climbkhana” – nome que resulta da combinação de “Gymkhana” com “Climb” (escalada).