O que fazer quando nos oferecem uma prenda de Natal que não gostamos?

🕒 Tempo de Leitura | 2 min e 30 seg

Ninguém tem culpa. São coisas que acontecem e devemos encará-las com a maior das naturalidades. Com o passar dos anos, os nossos gostos mudam, ficamos mais esquisitos, por vezes. E claro que fica também mais complicado para amigos e familiares perceberem a nossa cabeça e escolherem algo que nos agrade. Quando isso acontecer, não precisamos de ser falsos e fingir que adorámos o presente, mas isso não quer dizer que não procuremos ser politicamente (diríamos até ‘nataliciamente’ correctos) para com a pessoa que no-lo ofereceu. É uma situação constrangedora que se evita – e alguns sentimentos feridos também. Eis um pequeno guia sobre como sair desta alhada com sucesso, sem arruinar a noite de Natal.

1. Estar preparado

Antes de mais, como em quase tudo na vida, é sempre recomendável que estejamos prontos para o pior. Não só a decepção não é tão grande, como a capacidade de reacção não fica tão aquém. É quase garantido que, pelo menos uma vez na vida, haveremos de receber algo de que não gostamos da parte de alguém de quem gostamos. Seja porque alguém decide arriscar um pouco mais no presente e ser mais criativo ou porque estava demasiado preguiçoso para pensar no que oferecer. Vai acontecer. Por isso, eis um leque de respostas possíveis e outras a evitar nestas situações. O conselho principal é: não reagir de forma exagerada – nem para o bem, nem para o mal, evitando fazer comentários sobre o objecto em si e transferindo os ajectivos para a pessoa.

Respostas possíveis: 

– «Muito obrigado, a sério!»

«Oh, foi muito atencioso da tua parte.»

– «És o maior, pá!»

Respostas a evitar:

«Era mesmo isto que eu queria!»

«Uau, tãaaaooo fixe!»

– «Uh… oh… um chocolate (por ex). Obrigado.»

2. Tirar partido da mensagem que vem no cartão de Boas Festas

Ainda antes de saberem o que esconde o embrulho, caso haja algum cartão com uma mensagem escrita, dêem valor a isso e mostrem à pessoa que o que ela escreveu conta mais do que o presente em si. Esta não é uma atitude reactiva, mas sim preventiva.

3. Não olhar nos olhos da pessoa, antes de processarmos o nosso descontentamento

Tomem um tempo (não muito, claro) para processar o vosso descontentamento face ao presente. Mantenham o olhar no presente, recomponham-se e, só depois disso, olhem a pessoa nos olhos. Caso contrário, ela vai logo perceber que não ficámos satisfeitos.

4. Segurar o presente durante alguns minutos

Imaginem-se na pele da pessoa que oferece o presente. Vocês desembrulham-no e pousam-no imediatamente na mesa mais próxima ou mesmo no chão. Não é bonito, certo? Manuseiem o presente durante algum tempo. Se for um livro daquele autor que mais detestam, mesmo assim, abram-no e leiam algumas frases ou a sinopse que está na contra-capa – como fariam com um livro de que gostam.

5. Dar ênfase à gratidão

Uma coisa é certa: um agradecimento pode ser genuíno mesmo quando se agradece por algo que não se gosta. É possível mostrarmos à pessoa que apreciámos o facto de ela ter tirado um tempo para escolher algo para nos oferecer.