“Rebarn”: 200 anos depois, a remodelação total

Faltava-nos inaugurar 2017 com um bocadinho de arquitectura & design. Estávamos só à espera do pretexto ideal. Curiosamente, ontem tínhamos falado aqui de um BMW M1 que estava desaparecido há 30 e tal anose hoje deparámo-nos com a “Rebarn”, uma propriedade com quase 200 anos completamente deixada ao abandono e agora renasceu das cinzas. Tudo graças ao trabalho sublime do estúdio Circa Morris-Nunn Architects.

Este antigo estábulo na Tasmânia, que data de 1820, foi habitado por escravos e reclusos durante o período de colonização da Austrália, pelo Reino Unido. Quase 200 anos mais tarde, foi transformado numa bela casa familiar, que preserva o melhor da sua herança histórica. Durante uma violenta tempestade, um dos lados da casa colapsou e o telhado não ficou longe disso. Ainda assim, o estúdio australiano aproveitou os materiais do antigo edifício (pedra e madeira), que foram minuciosamente restaurados, para levar a cabo o novo projecto. Para além do bloco principal que já existia, foram construídos dois novos anexos, em volta do pátio (que está qualquer coisa!) situado nas traseiras da casa. O interior é totalmente moderno, com paredes brancas e chão em cimento polido, num contraste harmonioso com o exterior mais rural. As fotos falam por si.

 

Fotografias: Matt Sansom